Quinta-feira, 4 de Abril de 2013

Too late...

... para tentarem disfarçar.

 

 

As questões que surgem será saber qual a influência que continuará a ter nas decisões do governo e se isto trata-se de uma última tábua de salvação perante o iminente chumbo. Mas a grande questão é mesmo: porquê agora?

 

Para efeitos de registo, a minha má impressão sobre Relvas está longe de ter o caso licenciatura como primeiro motivo (na verdade, irrita-me tanto quanto o caso Sócrates... são casos com um péssimo sinal, mas generalizados na cultura portuguesa). A má impressão começou quando ele agia como um primeiro-ministro e Passos como um porta-voz do governo. Depois o caso secretas que originou a mentira no Parlamento e a ameaça à jornalista do público são muito mais graves que o caso licenciatura. É curioso como a generalidade dos portugueses apenas se irrita com o caso licenciatura, porque uma boa parte dos mesmos com o poder do Relvas faria algo parecido...

 

Infelizmente, eu acho que a personagem Relvas não vai ficar por aqui... ou apenas até ser substituido por um novo.

escrito por João Saro às 22:49
link do post | comentar | favorito

Mais sobre quem digo que sou

Pesquisar neste blog

Links

Posts recentes

AD.dicts

Os bustos

Adopção = Sexo

O Benfica joga no domingo

O balde de gelo

Buraco Negro

Médio Oriente: a solução!

"We need to talk about Is...

4th July - Made in...

Cenas épicas

Arquivos

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Escritório

Bloco de notas

subscrever feeds